Connect with us

Educação

O que fazer com as crianças no período de férias?

Publicado

Especialista alerta sobre a importância de atividades que envolvam ludicidade, imaginação e movimento. Confira dicas de brincadeiras e opções para o período

O fim do ano letivo pode ser um bom momento para que as crianças, cada vez mais imersas no mundo digital, aproveitem a infância como merecem. As famílias podem procurar opções de lazer e entretenimento que despertem o interesse e promovam lazer e ludicidade. Para isso, é preciso investir em momentos de criatividade e diversão, seja em brincadeiras em casa ou em uma colônia de férias, por exemplo.

Propor opções divertidas no mundo real é uma alternativa para reduzir o período em que essas crianças ficam expostas aos aparelhos eletrônicos, como celulares e computadores, que têm substituído momentos de conversas e diversão importantes ao desenvolvimento físico e cognitivo. 

Como esclarece a professora de psicologia da Estácio, Elaine Eufrásio, é no brincar que a criança extravasa e exercita as emoções. “Com o uso de telas isso não é possível. De forma alguma o mundo virtual pode substituir a interação social, momentos com a família e brincadeiras, porque isso pode acarretar problemas psíquicos e emocionais”, alerta a especialista em Psicopedagogia e em Saúde da Família. Assim, investir na diversão real é resgatar a infância e a ludicidade perdidas com o uso indeterminado das telas. 

Resgate de brincadeiras tradicionais

Algumas brincadeiras tradicionais podem ser resgatadas pelos familiares, como pular corda, jogar bola, andar de bicicleta e outras como os jogos de tabuleiro e cartas que boa parte das crianças adora. Opções não faltam. A ideia é utilizar essas opções e aproveitar em família, como explica a pedagoga e coordenadora da Brinquedoteca da Estácio, Bruna Braga: “os pais devem buscar as memórias da própria infância, propor as atividades e se envolver nas dinâmicas”.

“Brincadeiras com tinta guache, criação e contação de histórias, além de trabalhos manuais, são ótimas alternativas para despertar a imaginação das crianças. Existem muitos objetos que temos em casa que podem ser transformados: uma caixa de pizza pode virar tela para a criança pintar, materiais recicláveis podem ser personagens, carrinhos, jogos diversos. E com um caderno e uma caneta dá pra brincar de jogo da velha e adedonha”, exemplifica a pedagoga. 

Por causa da correria do dia a dia, muitos pais acabam sem tempo para desenvolver essas atividades, mas Bruna incentiva que a prática vire hábito: “Tirar um tempo para brincar faz toda a diferença, tanto para o aprendizado, porque é por meio dos jogos que a criança aprende lições de sociabilidade, disciplina e raciocínio lógico e exerce o estreitamento dos laços, porque a criança enxerga isso como um momento de carinho e de atenção, e também se torna uma lembrança importante para ela”, esclarece a especialista.

Colônia de férias: uma boa opção de interação com outras crianças

Outra alternativa para que as famílias preencham o tempo livre dos pequenos de forma saudável e lúdica é a colônia de férias. A Casa Escola, por exemplo, realiza entre os dias 13 e 23 de dezembro, mais uma edição da Colônia da Casa, com muitas atividades lúdicas e estímulo à criatividade. Cada dia tem uma programação de atividades que promovem diversão, interatividade e lazer para a meninada.

De acordo com Jéssica Tomaz, responsável pela organização da colônia, as tardes terão momentos como o ateliê da chegada e o faz-de-conta, onde os pequenos podem soltar a imaginação com pinturas, recortes, colagens, jogos e atividades manuais que eles adoram. “Teremos também o Steam, com a equipe da Robô Ciência, fazendo experimentos e colocando a mão na massa, descobrindo a ciência como diversão e entretenimento”, explica. 

Além disso, outras atividades também estão no roteiro das duas semanas de diversão, como cirandas, piqueniques, banhos de piscina e de mangueira, futebol, gincanas, confecção de artesanato, caça ao tesouro e muitas atividades. Outros momentos divertidos são o Masterchef kids, com acompanhamento da nutricionista, e o tão esperado esquibunda.

Podem participar da colônia: alunos da Casa Escola, a partir dos dois anos de idade, e público externo a partir de três anos. Além de toda a diversão, também há a opção da criança almoçar na escola, que pode ser incluída no pacote.

Horários:

Colônia da Casa sem almoço, das 13h às 17h.

Colônia da Casa com almoço, das 11h às 17h.

Para informações sobre valores ou outras questões, entrar em contato com a secretaria da escola pelos números: (84) 3207-2183 / 3207-3262 / 98701-3662.

Continue Reading
Deixe seu comentrio

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Copyright © 2018 Elo Jornal. Todos os direitos reservados. contato@elojornal.com.br

X