Connect with us

Esporte

Campeonato Potiguar Feminino 2021: Sociedade Esportiva União leva a taça

Publicado

Foto: Camila Emily/Esporte com Elas

O Campeonato Estadual Feminino – temporada de 2021 – já tem sua equipe campeã, após três vezes bater na trave nos últimos anos, União pôde finalmente ecoar seu grito de tetracampeão potiguar, no final da tarde de ontem. 

A partida que aconteceu no Frasqueirão às 15 horas da tarde de sábado (13), configurava o confronto entre União x Alecrim, dois times com características diferentes e que estavam na busca de, não apenas conquistar a taça, mas representar o RN na série A3 do Campeonato Brasileiro Feminino.

Enquanto a equipe da Sociedade Esportiva União já trabalhava em uma reformulação, em contrapartida, o Alecrim Futebol Clube Feminino na atividade ainda é recente, a equipe foi reativada há pouco tempo, ainda nesse ano, após pausa no projeto feminino alviverde em 2017. 

O Alecrim F.C contou com os conhecimentos do técnico Raul Menezes, campeão junto com o América Feminino em 2020, projeto extinto há algumas semanas pelo clube alvirrubro potiguar. A equipe esmeraldina ficou em segundo lugar após a primeira fase do campeonato, enquanto o time do União concluiu todos os seus jogos invicto. Os confrontos iniciaram no dia 24 de outubro com Alecrim, Força e Luz, União e Monte Líbano na disputa; o América-RN não participou da competição após descontinuação no projeto. Já a Valessa Silva foi a técnica responsável pela equipe do União.

A Federação Norte-rio-grandense de Futebol (FNF) decidiu que as equipes iriam disputar em turno único e as duas que somarem mais pontos iriam compor a decisão. O melhor colocado na primeira fase terá a vantagem do empate na final. Tendo no histórico uma derrota para o União por 3×0, uma vitória por W.O em cima da equipe Força e Luz e um empate com Monte Líbano, o Alecrim chegou a 4 pontos, enquanto isso, União venceu todos os confrontos, com mais de 19 gols feitos, em uma grande campanha nesta temporada. 

Ou seja, a equipe do União poderia torcer para apenas um empate após a campanha feita na primeira fase, mas ganhou de 1×0 no confronto final, gol feito no primeiro de dois tempos de 40 minutos (mais acréscimos). Apesar do gol no início do primeiro tempo e o favoritismo em cima do time que já havia sido três vezes campeão do campeonato, a equipe esmeraldina voltou no segundo tempo mais ofensiva, criou mais e deixou o jogo quente, mas não teve jeito, o gol feito pela Martinha, artilheira isolada com 8 gols da competição fez total diferença, a equipe de Extremoz tornou a apenas contra atacar para segurar o título que escapou das mãos nos anos de 2018, 2019 e 2020. Marta levou o troféu de artilheira, enquanto Taty Silva, goleira e capitã da equipe que saiu vencedora do confronto, levou o troféu de melhor goleira, após não sofrer nenhum gol.

O Alecrim em menos de um ano de retomada do projeto feminino conseguiu levar sua equipe para a final e lutar até o fim pela tão sonhada taça, a esperança agora é que o projeto prospere, para que venham muitas outras conquistas, afinal de contas, segundo lugar não é demérito, absolutamente, ainda mais nessas circunstâncias. Parabéns para todos que compõem as duas equipes, driblar as dificuldades para jogar futebol feminino no RN ainda é um desafio.

Continue Reading
Deixe seu comentrio

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2018 Elo Jornal. Todos os direitos reservados. contato@elojornal.com.br

X