Connect with us

Saúde

Especialista ressalta importância da Fisioterapia no tratamento de doenças cardíacas

Publicado

No planeta, mais de 17 milhões de homens e mulheres todos os anos são vítimas de doenças ligadas ao coração, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS). A Sociedade Brasileira de Cardiologia estima que, ao final deste ano, quase 400 mil cidadãos brasileiros morrerão por doenças do coração e da circulação. Especialistas evidenciam que, muito além dos medicamentos, uma das estratégias mais eficazes para tratamento e prevenção destas doenças é a Fisioterapia.

Até o dia cinco de agosto, o Cardiômetro calculou 239.724 mortes por doenças cardiovasculares. O Cardiômetro pode ser acessado pelo site cardiometro.com.br. Ele é um indicador do número de mortes por doenças cardiovasculares no Brasil, criado pela Sociedade Brasileira de Cardiologia. Para a entidade, muitas dessas mortes poderiam ser evitadas ou postergadas com cuidados preventivos e medidas terapêuticas. O alerta, a prevenção e o tratamento adequado dos fatores de risco e das doenças cardiovasculares podem reverter essa grave situação.

Ações que visam à melhoria do desempenho cardiovascular dos pacientes na rotina diária é fundamental. Segundo a fisioterapeuta Gerlane Cristina, a fisioterapia pode atuar para auxiliar pessoas que tiveram um evento cardíaco agudo, como infarto, transplante de coração ou que passaram por alguma cirurgia cardíaca. Como também, traz melhorias a pacientes com doença cardíaca crônica, como a hipertensão, insuficiência cardíaca, cardiopatia, entre outros.

Gerlane Cristina, fisioterapeuta – Foto: Divulgação

“O profissional de Fisioterapia tem um papel importante no tratamento e também na prevenção do agravamento de doenças cardíacas através de um programa de exercícios físicos personalizados. Com estas atividades, muitas pessoas podem ser salvas, pois, conseguem minimizar os principais fatores de risco como o sedentarismo, obesidade, diabetes, hipertensão, colesterol alto, estresse, ansiedade, depressão”, destaca Gerlane.

Alguns dos benefícios decorrentes do tratamento fisioterapêutico é a diminuição do colesterol total, melhoria no controle da pressão arterial, fortalecimento do músculo cardíaco, redução do cansaço nas tarefas diárias, além de elevar o bem-estar e qualidade de vida do paciente.

Um programa de reabilitação cardiovascular acontece com exercícios direcionados conforme as características de cada paciente. Pode compreender atividades aeróbicas associadas a exercícios resistidos, possibilitando condicionamento físico e reversão ou controle do sedentarismo. Podem fazer parte do programa de reabilitação atividades como a hidroterapia, acupuntura, bem como os exercícios terapêuticos ou musculação terapêutica – onde os alunos ou pacientes são monitorizados e acompanhados por uma equipe multidisciplinar de saúde, incluindo cardiologista, nutricionista, profissional de educação física e fisioterapeuta.

Continue Reading
Deixe seu comentrio

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2018 Elo Jornal. Todos os direitos reservados. contato@elojornal.com.br

X