Connect with us

Séries e Filmes

Crítica: Soul

Publicado

Imagem | Divulgação Disney – Pixar

Uma animação que não tem pretensão nenhuma de te explicar de onde viemos e para onde vamos – mesmo se passando nesses polos da vida – é a melhor obra do século.

Qualquer obra que consiga te levar a uma reflexão sobre a sua vida e te impulsione a tomar certos caminhos merece ser considerada a melhor obra. No entanto, neste caso, Soul é uma animação que sem aviso te joga no mais profundo questionamento sobre nós mesmos: o que você quer, já tens.

Obviamente, o diálogo entre Dorothea Williams e Joe Gardner sobre a metáfora do oceano é o principal destaque deste longa. Mas uma cena que durou segundos e veio antes deste momento já dava uma pista do que viria.

O momento em que a 22 percebe porquê a vida na Terra é tão boa é quando ela percebe algumas folhas caindo de uma árvore.

A busca pela felicidade que as realizações nos aparentam são tão hipotéticas que esperar o dia em que ela finalmente chega é impossível. Soul te prova isso. E sim, vamos destacar a metáfora do oceano.

Montagem | Reprodução/Facebook: Cinematologia

Durante a vida nós buscamos aquela sensação de felicidade infinita. Mas a felicidade dura um instante. Pensamos em como alcançar essa felicidade plena, dedicamos nossa vida inteira a isto e…

Soul é uma animação sobre isso. Logicamente, porque seria quase impossível descrever essa sensação tão bem (e ilustrar o pré e pós-vida).

O que eu posso deixar de reclamação é que o filme rápido acaba assim como a felicidade que demos o play. Queremos mais. Queremos que se explore mais do pré-vida, queremos algo do pós, queremos saber se Joe mostrará como atingir seu propósito, queremos saber como é a 22 na Terra… seu nome, rosto, família.

Talvez seja proposital – eu duvido. O objetivo do filme é alcançado. Te deixa querendo mais. E qualquer filme que consiga mudar a sua forma de ver a vida merece nota 5.

Continue Reading
Deixe seu comentrio

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2018 Elo Jornal. Todos os direitos reservados. contato@elojornal.com.br

X