Connect with us

Gastronomia

Alimentação alternativa, o que significa isso?

Publicado

Nutricionista da UNINASSAU Natal desmistifica as diferenças de hábitos alimentares

Imagem: Reprodução | Internet

Nos dias atuais, muitos indivíduos têm optado por um estilo de vida alternativo, com uma alimentação diferente da comum. Trata-se de um conjunto de elementos partilhados apenas por uma parte dos membros de uma sociedade. Para ajudar a desvendar estas dietas, a Nutricionista e professora do curso de Gastronomia da Faculdade UNINASSAU Natal, Anna Beatriz Santana Luz, explica que existem diversos tipos de alimentação que se enquadram nesse estilo de vida. Entenda:

Vegetariana: É baseada em grãos, frutas, legumes, verduras e oleaginosas;

Semivegetariana: É direcionada à adoção de hábitos vegetarianos e ingestão de carne animal em menor quantidade quando comparada aos onívoros;

Ovolactovegetariana: Composta somente por ovos e laticínios, sem ingestão de carne animal;

Lactovegetariana: Presença exclusiva de laticínios na dieta;

Ovovegetariana: Não há utilização de nenhum tipo de carne ou laticínios, o consumo é somente de ovos e pode haver ingestão de mel;

Piscitariana: Consumo somente de peixes e frutos o mar;

Macrobiótica: Focada na harmonia e equilíbrio, com ênfase em sementes e cereais integrais;

Crudívora: Consumo de vegetais crus, frutos frescos e secos, sementes, grãos germinados, algas e mel;

Frugívora: É evitado qualquer tipo de carne animal e os alimentos consumidos são aqueles provenientes da não matança das plantas;

Vegana ou vegetariana estrita: Evita o consumo de alimentos de origem animal, incluindo ovos, laticínios, gelatina e mel.

As pessoas veganas vão além da dieta. Evitam utilizar produtos derivados de animais, como couro, roupas de lã, peles e alguns tipos de sabonetes. “Meus alunos do curso de Gastronomia ficaram surpresos ao conhecerem os tipos de alimentações alternativas, pois afirmaram terem ouvido somente sobre vegetarianos e veganos, como a maioria das pessoas. Mas adquirir conhecimento acerca do assunto é extremamente importante, sobretudo para que os indivíduos que têm afinidade ou interesse em seguir um estilo de vida alternativo possam escolher o tipo de alimentação que melhor agradar”, exortou.

Anna Beatriz salienta que a alimentação alternativa oferece o benefício de proteção contra diversas doenças, devido ao seu baixo conteúdo de gordura saturada, de colesterol, bem como de proteína animal. Além disso, ainda há maior concentração de folato, vitaminas E e C, carotenoides e fitoquímicos.

Continue Reading
Deixe seu comentrio

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2018 Elo Jornal. Todos os direitos reservados. contato@elojornal.com.br

X