Connect with us

Educação

Olimpíada do Conhecimento tem inovações para qualidade de vida e saúde

Publicado

 Uma viagem ao futuro que começa com a travessia de um túnel onde as paredes projetam imagens de novas tecnologias já presentes nos nossos dias.

A partir dali, olhares curiosos mergulham em um universo de novas possibilidades sequer pensadas pela maior parte das pessoas e que prometem melhorar a qualidade de vida, produtividade e a saúde da humanidade.

O cenário é o da 10ª edição da Olimpíada do Conhecimento, aberta gratuitamente ao público a partir de hoje (5), no Centro Internacional de Convenções de Brasília. Os experimentos foram desenvolvidos por alunos do Senai e do Sesi e também por empresas.

O primeiro ambiente é o da Casa Inteligente. Dividida em quatro cômodos – quarto, sala, cozinha e banheiro – o espaço reúne tecnologias facilitadoras do dia-a-dia que podem virar realidade em poucos anos. O espelho que funciona como uma guarda-roupa digital rouba as atenções já na entrada ao local. Depois de cadastrar fotos de todas as peças do armário, as pessoas montam o figurino que querem usar no dia através de uma tela.

Na cama, o travesseiro ergonômico é produzido com copos e sacolas de plástico. No jardim, sistemas de irrigação automáticos garantem economia de água com a garantia de jardins verdes sempre. No espaço reservado aos bichinhos de estimação, a alimentação e a água é são disponibilizadas por máquinas que calculam e oferecem as quantidades necessárias.

Cidade do futuro

Alguns passos adiante, o visitante ingressa em uma cidade do futuro onde as inovações enchem os olhos de crianças e adultos. Além dos carros elétricos, com funções cada vez mais modernas, o espaço moda disputa o interesse dos visitantes. Como uma espécie de alfaiate virtual, uma máquina tira as medidas da pessoa e, a partir de um sensor tátil, também verifica a textura da pele e possíveis alergias que podem conduzir a escolha do tecido que será utilizado. Em 30 minutos, as informações são passadas para um outro estande que imprime a roupa escolhida em peça real e um drone leva a peça da “fábrica” até a “loja” onde o cliente recebe o produto.

No mesmo espaço que simula ruas e lojas de todos os tipos, é fácil esbarrar em um robô gigante. Também é possível tomar um café com sua foto impressa no líquido, por um equipamento que ainda não existe no Brasil.

Continue Reading
Deixe seu comentrio

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2018 Elo Jornal. Todos os direitos reservados. contato@elojornal.com.br

X