Connect with us

Cultura

Grupo de teatro potiguar fará sua estreia com um espetáculo gratuito neste final de semana

Tony Lucas

Publicado

Teatro da Margem aborda questões importantes da comunidade LGBTQIA+ com humor e leveza em “Disque Q para Queer”

Fui convidado ontem (14), para assistir ao ensaio aberto do primeiro espetáculo do Teatro da Margem, grupo formado em Parnamirim composto pelos integrantes Amanda Majuí, Ana Maria Martins, Eduardo Lima, Guilherme Marques e Quemuel Costa.

“Disque Q para Queer” adota um formato original e interativo onde a própria plateia escolhe quais cenas quer assistir por meio de enquetes disponíveis na plataforma Zoom (onde acontece o espetáculo). Além disso, em uma das quatro cenas que pude assistir, a personagem Dona Cegonhona (interpretada por Amanda Majuí) convida pessoas para ligarem seu microfone e participarem de uma cena genial onde é feita uma crítica para a necessidade dos pais de quererem escolher o gênero de seus filhos.

Com um humor na medida, uma excelente trilha sonora e uma linguagem atual e veloz, os atores vão perpassando por questões extremamente importantes da comunidade LGBTQIA+ que geram discussões necessárias, identificações imediatas para quem é da comunidade e entendimento para quem não é, mas deseja tentar entender o que os integrantes desse grupo passam.

Diogo Spinelli, diretor do espetáculo, e Euler Lopes, dramaturgo, contam como é a experiência de produzir um espetáculo online:

“Realizar um espetáculo online, e em um curto período de tempo, é um desafio para todos os envolvidos – produção, dramaturgia, atuação, direção, e para o próprio público. É experimentar as potencialidades de uma linguagem híbrida, buscando encontrar princípios que nos remetam ao teatro presencial, mas compreendendo as especificidades do uso da plataforma e tendo que lidar também com as limitações tecnológicas, espaciais e do não-contato entre o elenco, que está ensaiando separadamente em cada uma de suas casas. No caso do ‘Disque Q para Queer’, isso ainda se soma à formação de um novo coletivo, o @teatrodamargem, o que implica em um desafio ainda maior!”, conta Diogo

“O fazer teatral é sempre um fazer de muitas mãos e muita proximidade mesmo cada pessoa [estando] na sua casa, ensaiando por videochamada e fazendo reunião em grupo do WhatsApp. Falar de questões LGBTQIA+ me deixam ainda mais orgulhosa de estar nesse processo. Desejo que o espetáculo Disque Q para Queer mexa tanto no público quanto tem mexido na equipe.”, finaliza Euler. O espetáculo terá sua estreia oficial no sábado (20) e mais uma apresentação no domingo (21), a partir das 19h, no Zoom. A entrada é gratuita, mas é necessário fazer uma reserva dos ingressos no Sympla.

FICHA TÉCNICA

Direção: Diogo Spinelli

Dramaturgia: Euler Lopes

Elenco: Amanda Majuí, Ana Maria Martins, Eduardo Lima, Guilherme Marques e Quemuel Costa

Designer Gráfico: José Rafael

Produção e Operação técnica: Edo Sadistica

SERVIÇO

O QUE: Disque Q para Queer

QUANDO: 20 e 21 de março

HORÁRIO: 19h

ONDE: Na plataforma Zoom (ingressos disponíveis no Sympla <https://www.sympla.com.br/disque-q-para-queer—teatro-da-margem__1158396>)

PREÇO: Gratuito

CONTATOS: (84) 996340699 / @teatrodamargem / teatrodamargem@gmail.com

Continue Reading
3 Comments

3 Comments

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2018 Elo Jornal. Todos os direitos reservados. contato@elojornal.com.br

X