Connect with us

Saúde

Dor na relação sexual – Saiba como a fisioterapia pode ajudar

Publicado

É fundamental que  pacientes sejam avaliados por um fisioterapeuta especialista na área 

A função sexual é considerada um dos pilares da nossa qualidade de vida, contudo acontece de forma diferente entre homens e mulheres. Para as mulheres, a resposta sexual é cíclica, enquanto que para os homens, ela acontece de forma linear.  De forma geral, essa resposta sexual acontece respeitando as seguintes etapas: desejo, excitação, orgasmo e resolução e quando, por algum motivo, acontece alteração em uma ou mais dessas etapas, que leva a dificuldade ou sofrimento, podemos ter uma disfunção sexual.  

A fisioterapeuta, Silvia Oliveira, explica que uma das disfunções sexuais femininas mais comuns é a dispareunia ou dor antes, durante ou após a relação sexual, associada com tentativa ou a completa penetração vaginal, de forma recorrente ou persistente. “A dispareunia tem uma etiologia multifatorial, englobando aspectos físicos, psicológicos e sexuais, e pode acometer aproximadamente 15% das mulheres adultas jovens”, pontua. 

Dentre os aspectos físicos envolvidos, podemos destacar o assoalho pélvico, conjunto de músculos, fascias e ligamentos localizados na região inferior da pelve, com intima relação à continência urinária e fecal, além da função sexual.  De acordo com Silvia, a atuação do fisioterapeuta pélvico para mulheres com dispareunia pode ser de fundamental importância. “O profissional fisioterapeuta está apto para avaliar os músculos do assoalho pélvico, melhorando sua funcionalidade e, consequentemente, melhorando a resposta sexual dessa mulher”, explica.  

“Para isso, o fisioterapeuta pode lançar mão do treinamento muscular do assoalho pélvico, a partir de exercícios específicos para esse grupo muscular, e utilizar recursos complementares como terapia manual, cinesioterapia global, eletrotermofototerapia e dilatadores, a fim de promover uma melhor função dos músculos do pavimento pélvico”, finaliza.  

Continue Reading
Deixe seu comentrio

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2018 Elo Jornal. Todos os direitos reservados. contato@elojornal.com.br

X