Connect with us

Educação

Conheça o projeto English to Trans-Form

Felipe Rocha

Publicado

O projeto English to Trans-Form começou em 2015, com a iniciativa do Paolo Capistrano, ou melhor Paola Di Verona. O curso de inglês é voltado para o público LGBTQIA+ que, até a participação do fundador como Paola Di Verona, na série “Nasce uma Rainha”, da Netflix, não possuía tanta visibilidade.

Paola Di Verona | Foto: English To Trans-Form

“Sou professor de inglês há cerca de 16 anos e, em 2015, trabalhava em uma escola de inglês, mas acompanhava muito as ativistas trans que relatavam a falta de espaço para as pessoas trans e travestis na escola. Pelo fato de muitas não terem seus nomes sociais respeitados, de muitas não sentirem que a escola é um ambiente seguro e, analisando o contexto, que eu estava, eu me dei conta que não havia tido uma aluna ou aluno transexual. Comecei a pensar no que eu poderia mudar para resolver essa situação sem invadir o espaço e sem roubar protagonismo na luta. Eu sou um homem gay cisgênero e muito ciente dos meus privilégios, então pensei de que forma eu poderia usá-los para mudar esse cenário’’, afirma Paolo Capistrano que convidou sua amiga Marcela Polo para colocar a ideia em prática.

Os cursos são gratuitos e com foco na população trans e travesti. O objetivo do curso é ensinar a Língua Inglesa e usá-la como ferramenta de comunicação prática para preparar alunas (os) às oportunidades profissionais e pessoais.

Dinamismo e Irreverência são elementos presentes nas aulas | Foto: English To Trans-Form

“Um ponto importante para dizer sobre o English to Trans-Form é que a gente usa um material próprio. Isso porque os materiais de ensino não trazem representatividade de identidade de gêneros diferentes, de orientações sexuais distintas. Então, como é que você quer que seu aluno aprenda se eles não se veem representados no material utilizado? A ideia sempre foi oferecer um curso de inglês gratuito, aberto para todas, todos e todes as pessoas, mas priorizando transexuais, travestis e pessoas negras, independente da identidade de gênero social, com o material próprio em um ambiente acolhedor, onde eles se sentissem respeitados. A ideia, de fato, era capacitar essas pessoas para que elas pudessem atuar no mercado de trabalho”, enfatiza Paolo.

O canal do YouTube conta com várias aulas ensinando o passo-a-passo para falar inglês. Eles já atingiram 453 inscritos e tem mais de 3.145 visualizações no canal. O programa dura quatro semestres e inclui práticas escritas, orais, gramática e vocabulário, com dois módulos básicos e dois pré-intermediários. A ênfase é no preparo para entrevistas de emprego no comércio e serviço.

Paolo em vídeo inicial do projeto em seu canal no YouTube

É importante ressaltar que é uma pessoa diferente apresentando a cada aula dada. Isso, portanto, desperta curiosidade e o interesse de o aluno aprender inglês de uma forma diferente, sem as dinâmicas tradicionais usadas na sala de aula que, em algum momento, você já presenciou em cursinhos. Algumas live-aulas são feitas com pessoas de países diferentes, como o Brasil, Espanha e México.

O curso fez tanto sucesso que o número de inscrições foi equivalente a 1.200 matrículas apenas em agosto de 2020. Há também um intensivo de redação para o Enem e Vestibulares dentro do curso, com aulas voltadas para o público LGBT que irá prestar vestibular em janeiro de 2021. O início desse intensivo foi no dia 20 de julho, sendo totalmente on-line e gratuito. Desde 2018 também estão sendo ofertadas aulas de Espanhol e Português para estrangeiros, não ficando apenas na Língua Inglesa. Atualmente, as aulas são gravadas e acontecem no Galpão da Casa 1 e no Centro de Referência e Defesa da Diversidade.

Paola Di Verona durante as aulas | Foto: English To Trans-Form

Continue Reading
1 Comment

1 Comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2018 Elo Jornal. Todos os direitos reservados. contato@elojornal.com.br

X