Connect with us

Sociedade

Dia Internacional do Voluntariado: iniciativa é essencial no apoio às crianças com câncer

Elo

Publicado

Neste sábado, 05/12, é celebrado o Dia Internacional do Voluntário, a data foi instituída em 1985 pela Organização das Nações Unidas (ONU), visando promover ações de voluntariado em todas as esferas da sociedade. Partindo de um drama familiar, em 1995, foi fundada a Casa Durval Paiva de Apoio à Criança com Câncer em Natal por um grupo de voluntários que abraçou a luta contra o câncer infantojuvenil, com o objetivo e a missão de oferecer dignidade e qualidade de vida a todos os pacientes e acompanhantes atendidos.

No contexto do combate ao câncer infantojuvenil, o voluntário ajuda de várias formas, contribuindo para o tratamento dos pacientes e o suporte às famílias assistidas. Seja de forma direta ou indireta, todas as ações voluntárias convergem para a causa da luta pela vida e a superação dos obstáculos advindos do tratamento e suas possíveis sequelas.

Rilder Campos, presidente da Casa Durval Paiva, ressalta a importância do voluntariado. “É certo que um abraço, uma palavra amiga, uma escuta atenta ou outras formas de ajudar causam uma ressonância muito positiva ao paciente e seu acompanhante. Podemos dizer mesmo ser um efeito terapêutico coadjuvante ao tratamento clínico que repercute na convivência diária com o voluntário. A eficácia desse trabalho vem, sobretudo, da doação de si mesmo a causa, boa administração do tempo, com assiduidade e hora pré-definida no seu cotidiano para a atividade solidária, comprometimento e a disposição em colaborar para o bom desenvolvimento do trabalho”, afirma.

Ao longo de 25 anos, muitos cidadãos passaram pela Casa de forma voluntária, atuando nos setores, exercendo várias funções e trazendo dessa forma solidariedade e amor à causa. Os conhecimentos adquiridos em suas jornadas uniram forças ao corpo de funcionários com a finalidade de dar o suporte necessário e transformar a história de muitas famílias.

Um dos voluntários mais antigos e ainda atuante na instituição é o artista plástico Ricardo Tinoco que, semanalmente, antes da pandemia do novo Coronavírus, ministrava aulas de desenho para os pacientes, tanto na Casa, como em seu atelier. Ele fala sobre a sua motivação. “Quando o talento se une a solidariedade o resultado é a superação. Na hora que ensinamos uma criança, contribuímos para a sua recuperação e formação, descobrindo valores e incentivando novos talentos. Esse é o nosso objetivo junto às crianças da Casa Durval Paiva, colaborar para a superação do câncer e na formação de cidadãos”, afirma.

De acordo com a ONU, todos os dias, cerca de um bilhão de voluntários fazem a diferença para as pessoas e comunidades onde vivem e trabalham. O tema da data este ano é ‘Voluntário para um futuro inclusivo’. O objetivo é passar a mensagem de que por meio do voluntariado, as pessoas fazem contribuições significativas para sociedades mais inclusivas e igualitárias. Segundo as Nações Unidas, os voluntários são frequentemente os primeiros a agir em momentos de crise. Eles dedicam seu tempo, habilidades e paixão para tornar o mundo um lugar melhor.

De acordo com a lei 9.608 de 18/02/1998, o serviço voluntário é o trabalho não remunerado realizado por pessoas físicas, sem gerar nenhum tipo de vínculo empregatício, obrigações trabalhistas ou previdenciárias. Na prática, ser voluntário é doar-se, fazer algo de bom em prol de alguém ou de alguma causa. Uma oportunidade de contribuir para uma sociedade mais justa e o fortalecimento da cidadania. O voluntário doa tempo, talentos e ganha com a satisfação de se sentir útil, com a convivência mútua com pessoas diferentes, a oportunidade de ter experiências novas, desenvolver novas habilidades e até mesmo melhora da autoestima e autoconfiança.

Desprendimento, solidariedade, compreensão e informação são elementos considerados essenciais para o bom desempenho do voluntariado. Sendo importante ressaltar que não só no contato direto com pacientes e acompanhantes o voluntário pode ajudar, mas também em trabalhos administrativos, bem como, através de habilidades artísticas culturais, dentre outras. Devido a pandemia do novo Coronavírus, as atividades presenciais dos voluntários estão temporariamente suspensas na Casa Durval Paiva, mas uma forma de ajudar nesse período é se tornar um cybervoluntário, curtindo, seguindo e compartilhando a Casa nas redes sociais.

Continue Reading
Deixe seu comentrio

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2018 Elo Jornal. Todos os direitos reservados. contato@elojornal.com.br

X