Connect with us

Esporte

As idas e vindas de um ídolo de R$ 10

Junior Lins

Publicado

Robinho chega para sua 4ª passagem no Santos com um contrato curto e um salário “simbólico”

Image for post
Ivan Sorti / Santos FC

Oito pedaladas, cinco títulos, 111 gols e R$ 10. Robinho está de volta ao Santos. Aos 36 anos, o craque aparenta já se encaminhar para o término de sua carreira. Antes chamado de mercenário, o “Pedalada” atraiu todas as atenções para si pelos valores envolvidos em sua negociação.

Serão cinco meses de contrato. O salário não será de R$ 10, como sugerido pelo próprio jogador, mas também não será nada fora da realidade do clube santista, que passa por dificuldades financeiras no momento. De acordo com o jornalista Ademir Quintino, o contrato foi fechado por R$ 1.045, valor de um salário mínimo.

O ídolo, em suas idas e vindas, chega para sua 4ª passagem pelo Santos (2002, 2010, 2015 e 2020). Em todas, ergueu troféus e acompanhou o surgimento de jogadores como Neymar e Gabigol. Apesar disto, vive uma relação de amores e desamores com a torcida santista.

Sua primeira saída do Peixe, em 2005, foi uma verdadeira novela. Insatisfeito no Santos, principalmente após o sequestro da sua mãe, Robinho pediu para ser transferido, e uma negociação com o Real Madrid por US$ 50 milhões marcou a primeira quebra de relação do craque com o torcedor do Santos.

O retorno foi emblemático. Com direito a chegada de helicóptero e show de Charlie Brown Jr., o Pedalada participou de mais um time histórico do Santos, o de 2010. Em alta, retornou de empréstimo para o Manchester City (ING) já com sua negociação acertada para o Milan (ITA). Dessa vez, saiu em paz.

Em 2014, o bom filho retornou mais uma vez para sua casa. Emprestado pelo Milan, Robinho venceu, convenceu e, novamente, não ficou. O presidente na época, Modesto Roma Jr., até anunciou sua permanência, mas no meio de 2015, o craque arrumou suas malas rumo a Minas Gerais. O Santos, além de dever dinheiro ao jogador, não tinha condições de arcar com seus custos, nem com uma redução considerável proposta pelo atacante.

Esta saída foi dolorosa para o torcedor santista. Nunca se imaginava que Robinho iria para outro time brasileiro. Foi como uma “traição” em um relacionamento de muitos anos. A torcida não o admitia como rival e passou a chamá-lo de mercenário. O clube comprou a rivalidade e utilizava das redes para zoar com o atacante, especialmente em confrontos entre o Alvinegro praiano e o Galo.

Já agora, Robinho deve ter uma saída mais sossegada. Assim como Juninho Pernambucano fez com o Vasco em 2011, o ídolo abriu mão da parte financeira, para encerrar a carreira em seu clube de coração. O Alvinegro já o anunciou como a “última pedalada”.

Não se sabe se ele vai conquistar títulos. Muito menos se irá presenciar mais uma safra de craques. A única coisa que se sabe é que o craque e o Peixe vão ter mais um capítulo juntos, e que este, provavelmente, deve ser o último escrito pelos rabiscos de Robinho.

Continue Reading
Deixe seu comentrio

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2018 Elo Jornal. Todos os direitos reservados. contato@elojornal.com.br

X