Connect with us

Esporte

O Galo compressor do Sampaoli

Pedro Henrique Brandão

Publicado

No Mineirão, de virada e com uma atuação soberba no primeiro tempo, o Atlético Mineiro atropelou o Vasco da Gama e abriu cinco pontos de vantagem para o segundo colocado

Image for post
(Foto: Alessandra Torres / AGIF / Reprodução)

O segundo tempo de Atlético Mineiro e Vasco da Gama foi bom, mas para quem assistiu os primeiros 45 minutos, a comparação é até desonesta. Não faltou nada na segunda etapa, aliás, faltou gol e isso o primeiro tempo teve de sobra.

Logo no início, o gol mais bonito da rodada saiu de uma bicicleta de Martín Benítez. O lance que é sempre plasticamente bonito foi muito bem executado pelo atacante vascaíno e era o prenúncio de uma boa partida.

No entanto, apesar de jogar bem após abrir o placar, o Vasco foi atropelado pelo Galo compressor de Sampaoli. A intensidade que o treinador argentino consegue imprimir ao seu time é assustadora.

Apenas cinco minutos foram precisos para o dono da casa empatar, e mais quatro para virar. Arana e Savarino foram os autores dos gols atleticanos. A partida tinha três gols em 18 minutos e um bom futebol de lado a lado.

Com o 2 a 1 não havia mais vida ofensiva no time cruzmaltino, mas os dois pênaltis assinalados aos 30 e aos 37 minutos acabaram de vez com qualquer possibilidade de reação.

As penalidades foram resultado de um massacre do ataque atleticano contra a desnorteada defesa vascaína. Castán era o mais perdido e no segundo pênalti, acintosamente derrubou Franco. Na primeira penalidade, a zaga apagou e saiu jogando errado, Nathan roubou e foi derrubado na área.

Guga bateu o primeiro e converteu seu primeiro gol com a camisa do Galo. Depois, Keno foi para a bola e manteve a boa fase. Ambos sem chance para Fernando Miguel, que foi passageiro da agonia.

A etapa final foi apenas para administrar o resultado, mas sem deixar de atacar como é o DNA das equipes de Sampaoli. Teve bola na trave e o Vasco esteve mais próximo de sofrer o quinto do que de chegar ao segundo.

Com a vitória, o Atlético Mineiro aproveitou o empate do Colorado no GreNal e abriu cinco pontos de vantagem na liderança. A campanha em campo tem tudo para levar o Galo ao tão sonhado bicampeonato brasileiro depois de quase cinco décadas.

Porém, o Galo compressor de Sampaoli se alimenta de pressão o tempo todo sobre os adversários e sobre a diretoria, que vive na berlinda com o treinador que exige o básico, pagamentos em dia e as melhores condições para trabalhar. Basta saber como e se essa conta vai fechar.

Image for post
(Fotos: Atlético Mineiro / Reprodução)
Image for post
(Fotos: Atlético Mineiro / Reprodução)

Continue Reading
Deixe seu comentrio

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2018 Elo Jornal. Todos os direitos reservados. contato@elojornal.com.br

X