Connect with us

Esporte

Desafogou

Pedro Henrique Brandão

Publicado

Contra o Afogados, na Arena das Dunas, finalmente, o América comemorou sua primeira vitória na Série D e contou com a recuperação de peças importantes do elenco para anotar o 3 a 1

Image for post
(Foto: Canindé Pereira / América FC / Reprodução)

A semana foi de ebulição política nos bastidores do América. Na quinta-feira, o cenário futebolístico do Rio Grande do Norte foi sacudido pela renúncia de Leonardo Bezerra do cargo de presidente do clube alvirrubro.

Na noite de quarta-feira, o que pode ter sido a gota d’água no copo cheio de Leonardo Bezerra, a derrota em casa para o Salgueiro, que fez um gol logo no início e abdicou de jogar nos outros 85 minutos.

Para a partida de sábado à tarde na Arena das Dunas muito mais que os três pontos estavam em jogo para o América. E os primeiros 45 minutos de bola rolando indicavam para o mesmo roteiro das outras partidas: o Alvirrubro melhor, dominante e sem conseguir transformar superioridade em gols.

O Afogados quase não ameaçou no primeiro tempo. Apenas uma saída errada do goleiro Everton e depois, um bom arremate de Jr Juazeiro, pelo lado direito do ataque causaram algum perigo à mete alvirrubra.

No entanto, apesar de não sofrer pressão porque não cedia a bola para o adversário, o América passou um tempo inteiro com a posse mais ineficaz que um time pode ter, com toques de lado, na defesa e sem objetividade. Se não correu risco de sofre o gol, pouco fez para abrir o placar na Arena das Dunas.

Mesmo com ausência de público nos estádios, é de se imaginar que em casa, a torcida não estivesse nada satisfeita com o primeiro tempo do América. Não pelo desempenho, mas pelo o 0 a 0 no placar.

Porém, o segundo tempo começou a mudar o índice de satisfação da torcida logo aos dois minutos. Romarinho cruzou pela esquerda e Wallace Pernambucano subiu mais que os zagueiros na área para abrir o marcador.

Como normalmente acontece, o gol deu tranquilidade ao time que sai na frente e pressionou a equipe em desvantagem a sair do campo defensivo. No caso, o Afogado abriu um pouco sua marcação e o América teve espaço para contra-atacar.

Assim, após um escanteio afastado pela defesa alvirrubra, Wallace imprimiu um arranque digno dos 100 metros rasos e puxou um contra-ataque de almanaque que acabou na conclusão de Rondinelly para fazer o 2 a 0.

Com a vantagem no placar, a superioridade virou administração da vitória parcial, mas sem sentar no resultado e também sem correr perigo. O tempo todo, o América esteve mais próximo de seu terceiro gol, do que o Afogado de seu primeiro.

E foi exatamente isso que aconteceu, aos 38 minutos, André Krobel, que havia entrado no decorrer do segundo tempo, recebeu na entrada da área, teve calma para limpar a jogada e finalizou de esquerda para balançar as redes dos visitantes. Indiscutivelmente, o 3 a 0 fazia jus à superioridade americana.

No finalzinho ainda houve tempo para o Afogados marcar seu gol de honra com Diego Teles, mas foi só para diminuir o prejuízo. A vitória levou o América ao quarto lugar do grupo A3 e fez o grupo alvirrubro conhecer, enfim, a vitória na Série D 2020.

O resultado também é bom, pois faz o time reencontrar a confiança e os gols, principalmente, de Wallace Pernambucano e Krobel reabilitam jogadores importantes para o elenco. Acabou a pressão do “ainda sem vencer na Série D”, mas a sequência será importante para levar o América ao primeiro objetivo na competição, a classificação à fase eliminatória.

Image for post
(Foto: Canindé Pereira / América FC / Reprodução)

Continue Reading
Deixe seu comentrio

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2018 Elo Jornal. Todos os direitos reservados. contato@elojornal.com.br

X