Connect with us

Entretenimento

Chadwick Boseman e a homenagem estampada

Victória Alves

Publicado

Foto: Invision/AP

O ator Chadwick Boseman, 43, estrela da Marvel e rei de Wakanda do blockbuster Pantera Negra, faleceu há um mês, após uma expressiva e silenciosa batalha de quatro anos contra o câncer de cólon. O astro decidiu que ocultaria da mídia, escondendo inclusive da Marvel Studios seu estado de saúde, por preservar sua vida pessoal e suas próprias batalhas junto à sua família. 

Religioso e discreto, pouco se sabia a respeito da vida do ator, que diferente de muitos astros de Hollywood, pouco aparecia publicamente. Poucos meses atrás, sua aparência surpreendeu fãs, uma imagem sua foi captada por paparazzis, e seu peso estava muito abaixo do normal, o que causou espanto, parte das pessoas cogitaram se tratar de um novo papel pelo qual Chad se preparava, mas o motivo dele estar no hospital não tinha vindo à tona até o momento de sua morte, em 28 de agosto. 

Chadwick participou de projetos como CSI, Law & Order, entre outros seriados. Além de atuar em 42, Draft Day e Get on Up – a história de James Brown em papéis de destaque nas telas. Muito mais que um ator, ele era também roteirista e diretor. Mas foi com seu papel em Pantera Negra que ele explodiu, o filme entrou para a história como o primeiro longa-metragem de super-heróis ao concorrer ao Prêmio de Melhor Filme no Oscar.

O artista Nikkolas Smith foi o responsável pela arte que homenageia através de um mural a imagem e representação do Chadwick e seu grande e inesquecível manto de Pantera Negra que tanto representa e inspira crianças, jovens e adultos.

Foto: Twitter/ @ZacharyWhitten

Na arte, Boseman está saudando um fã mirim, que por sua vez, usa uma máscara de Pantera Negra e uma bata hospitalar, para homenagear o astro que visitava crianças com câncer enquanto travava sua própria luta contra a doença. O mural fica no Downtown Disney, na Califórnia.

2016

Foto: Gettys

As mudanças mais evidentes na carreira do Boseman se passa em 2016, quando ele começa a fazer parte do MCU com o manto do Pantera, participando do filme do Capitão América, Guerra Civil. Infelizmente, esse é o ano em que ele começou sua batalha contra o câncer, para a surpresa de todos. Ele interpretou T’challa, além de ter trabalho em cerca de cinco outros papéis durante as sessões de quimioterapia e seus estágios da doença, E também reprisou o papel do rei de Wakanda em dois outros filmes, Guerra Infinita e Ultimato.

Pantera Negra

Reprodução: Marvel Studios

Em 2018, O MCU trouxe Pantera Negra com elenco representativo e majoritariamente negro, cheio de exploração dos costumes das culturas africanas abrilhantando os olhos daqueles que não se viam nas telas representados em papéis grandiosos de destaque e não-estereotipados. 

Boseman foi essencial para o sucesso da obra, o ator afirmou que só aceitaria o papel se a sua exigência fosse aceita. Sabe o que ele exigiu? Sotaque africano para o personagem. O ator utilizou ainda da história do personagem para conseguir o apoio da equipe, afirmando que ele era o rei da África, assegurando ainda que usaria os costumes pelos quais luta. Além da bilheteria bilionária, a obra venceu o AAFCA (African-American Film Critics Association) de melhor filme, melhor diretor e melhor canção, além de ter sido indicado em diversos outros prêmios como o Critic’s Choice Awards, BAFTA Film, entre outros. 

Chadwick Boseman mesmo após sua morte, tem sua memória eternizada, e os fãs lutam para que seu papel na franquia da Marvel não seja repassado para outro ator, que assim, sua memória seja respeitada, honrada, e imortalizada nos cinemas como o único T’challa possível. 

Continue Reading
Deixe seu comentrio

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2018 Elo Jornal. Todos os direitos reservados. contato@elojornal.com.br

X