Connect with us

Esporte

Keno faz Galo líder

Pedro Henrique Brandão

Publicado

No jogo dos Atléticos, o Mineiro venceu o Goianiense, após ter saído perdendo no primeiro tempo e, na etapa final, contou com uma grande atuação de Keno, que anotou um hat-trick, para tomar a liderança

Image for post
(Foto: Heber Gomes/Gazeta Press)

Quando o apito de Edina Alves Batista soou no Estádio Olímpico Pedro Ludovico Teixeira, em Goiânia, para o início de Atlético Goianiense e Atlético Mineiro, Jorge Sampaoli já sabia que a vitória daria a liderança ao seu time.

A partida entre Internacional e Fortaleza estava nos acréscimos e terminou com a vitória do Tricolor, que estacionou o Colorado nos 20 pontos. A matemática era simples: se ganhasse, o Galo iria aos 21 pontos e se tornaria líder.

O apito final em Fortaleza fez o atleticano esfregar a mãos, mas o primeiro tempo jogou água no chopp do torcedor. Surpreendentemente, o Atlético Goianiense encaixou o jogo e travou o meio-campo, pouco se viu de ação até que aos 20 minutos, após uma bola rebatida pela defesa alvinegra, Oliveira acertou um chutaço no ângulo de Everson.

Aberto o placar, o time da casa tratou de amarrar mais o jogo e passou a imprimir um ritmo lento, mas teve o mérito de não perder o controle em nenhum momento. Na cadência que bem quis o Dragão, o primeiro tempo terminou sem que o Galo conseguisse causar perigo ao goleiro Jean.

Noite de sábado, jogo iniciado às 21h e com um primeiro tempo desses, pode ser que alguém tenha encontrado outra coisa para fazer ou até ter ido dormir mais cedo. Se você se encontra entre essas pessoas, sinto dizer, mas perdeu um jogo muito diferente, divertido e com uma grande atuação de Keno, na segunda etapa.

Logo aos oito minutos, Keno converteu pênalti sofrido por Nathan. O meia saiu do banco de reservas para o lugar do volante Allan, numa chacoalhada de Sampaoli no time.

Deu certo e Nathan foi um dos melhores atleticanos em campo, mas apenas dois minusto depois do empate, no lance seguinte, Gustavo Ferrareis fez boa tabelinha com Janderson, pelo lado esquerdo do ataque e colocou o Rubro-negro mais uma vez em vantagem.

No entanto, no pique do “Galo do doido”, Nathan aproveitou o cruzamento de Savarino e cumprimentou as redes goianas para empatar apenas cinco minutos depois.

O empate tão rápido foi sentido pelo Atlético Goianiense e passados mais cinco minutos, Keno ganhou na corrida, entrou cara a cara com Jean e bateu no canto do goleiro que nada pôde fazer para evitar a acachapante virada do Galo.

Em apenas 20 minutos, o segundo tempo se mostrava muito melhor que o primeiro tempo inteiro, pois nesse curto período, o jogo teve quatro gols e já apresentava a virada que levaria o Galo à liderança.

E depois que o fogo mineiro virou brasa, teve fôlego para mais. Aos 32 minutos, Mariano cruzou como quem coloca com a mão e encontrou Keno bem colocado dentro da área. Em noite inspirada, o atacante cabeceou com perfeição e venceu Jean, pela terceira vez na noite.

Pelo segundo tempo, não é exagero dizer que o Atlético Mineiro dominou a partida e fez os gols que precisou num jogo completamente distinto da primeira etapa.

No resumo jogo, o Galo contou com o repertório tático de Sampaoli, que mudou seu time com o uso do banco de reservas, teve mais posse de bola e conseguiu controlar o adversário, mas no apagar das luzes, num escanteio, Gilvan subiu mais que todo mundo e deu números finais ao ótimo Atlético Mineiro 4 a 3 Atlético Goianiense.

Ao final da décima primeira rodada, o Brasileirão tem um líder justo pelo que vem jogando o Galo de Keno, Sampaoli e companhia.

Image for post
(Foto: Heber Gomes/Gazeta Press)

Continue Reading
Deixe seu comentrio

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2018 Elo Jornal. Todos os direitos reservados. contato@elojornal.com.br

X