Connect with us

Esporte

Frustração Alvinegra

Publicado

Image for post
Marinho lamentou muito o resultado. Crédito da Imagem: André Durão / Globo Esporte

Os dois zeros no placar do Nilton Santos não fizeram jus à animada partida que Botafogo e Santos proporcionaram, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado frustrante deixou o Botafogo numa situação complicada.

O jogo tinha um ar de recuperação para os dois times, por razões diferentes. O Glorioso vinha de vitória importante na Copa do Brasil e esperava embalar uma segunda, e necessária, vitória no Brasileirão para se reabilitar no campeonato. Já o Santos queria apagar a imagem ruim do jogo contra o Olimpia, pela Libertadores no meio da semana, e um triunfo numa partida importante seria um bom jeito, mas não foi o que aconteceu.

Nos primeiros 45 minutos, os donos da casa tiveram chance de sair na frente com Kalou. O jogador quase aproveitou a falha medonha de Jean Mota, mas foi o Santos que esteve melhor, com Arthur Gomes muito participativo e dando trabalho pela lateral direita do Peixe, dos pés dele surgiram as melhores chances e ele quase abriu o placar após bela tabela com Marinho, mas Vitor Luis tirou sobre a linha. O Alvinegro da Vila finalizou oito vezes, sendo duas no gol e essas exigiram muito de Gatito Fernández, que brilhou de forma consecutiva: primeiro em bom chute de Arthur Gomes e depois, quando corrigiu uma falha sua em uma saída após escanteio do Santos.

Image for post
Kaio Jorge e Honda entraram no segundo tempo. Crédito da Imagem: Vitor Silva/Botafogo

O Botafogo tentava sair em contra-ataque, mas parava nos erros de passe, e poderia ter ficado com um homem a menos aos 38 minutos, se o VAR não tivesse corrigido a falha do árbitro José Mendonça da Silva Junior, que quase expulsou Caio Alexandre de forma desproporcional.

O segundo tempo começou com a mesma dinâmica do primeiro. O Botafogo teve boas chances de cabeça com Benevenuto e Babi, antes dos cinco minutos, mas foi o Santos que dominou as ações mais perigosas. Luan Peres e Sánchez arriscaram de fora da área, Kaio Jorge, que entrou no segundo tempo, teve duas boas oportunidades, e após os 40 minutos, horário crítico para o Botafogo nas partidas, o Santos quase marcou com Ivonei, que parou no gigante Gatito, e com Marinho, mas a bola não fez a curva que ele esperava. O artilheiro Santista acabou a partida desconsolado com o resultado.

Com o empate, o Botafogo chega a 10 pontos e fica com a amarga 18ª colocação. O Glorioso é o único time com apenas uma vitória no Campeonato Brasileiro e, junto ao Grêmio, o que tem mais empates. Já o Santos, vai a 16 pontos, e fica na 7ª posição.

Antes da próxima rodada do Brasileirão, ambos têm compromissos no meio de semana por outras competições. O Santos enfrentará o Delfin pela fase de grupos da Libertadores, na quinta-feira, 24, às 23h. E o Botafogo joga contra o Vasco pela Copa do Brasil, quarta-feira, 23, às 21h30.

Os dois zeros no placar do Nilton Santos não fizeram jus à animada partida que Botafogo e Santos proporcionaram, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado frustrante deixou o Botafogo numa situação complicada.

O jogo tinha um ar de recuperação para os dois times, por razões diferentes. O Glorioso vinha de vitória importante na Copa do Brasil e esperava embalar uma segunda, e necessária, vitória no Brasileirão para se reabilitar no campeonato. Já o Santos queria apagar a imagem ruim do jogo contra o Olimpia, pela Libertadores no meio da semana, e um triunfo numa partida importante seria um bom jeito, mas não foi o que aconteceu.

Nos primeiros 45 minutos, os donos da casa tiveram chance de sair na frente com Kalou. O jogador quase aproveitou a falha medonha de Jean Mota, mas foi o Santos que esteve melhor, com Arthur Gomes muito participativo e dando trabalho pela lateral direita do Peixe, dos pés dele surgiram as melhores chances e ele quase abriu o placar após bela tabela com Marinho, mas Vitor Luis tirou sobre a linha. O Alvinegro da Vila finalizou oito vezes, sendo duas no gol e essas exigiram muito de Gatito Fernández, que brilhou de forma consecutiva: primeiro em bom chute de Arthur Gomes e depois, quando corrigiu uma falha sua em uma saída após escanteio do Santos.

Image for post
Kaio Jorge e Honda entraram no segundo tempo. Crédito da Imagem: Vitor Silva/Botafogo

O Botafogo tentava sair em contra-ataque, mas parava nos erros de passe, e poderia ter ficado com um homem a menos aos 38 minutos, se o VAR não tivesse corrigido a falha do árbitro José Mendonça da Silva Junior, que quase expulsou Caio Alexandre de forma desproporcional.

O segundo tempo começou com a mesma dinâmica do primeiro. O Botafogo teve boas chances de cabeça com Benevenuto e Babi, antes dos cinco minutos, mas foi o Santos que dominou as ações mais perigosas. Luan Peres e Sánchez arriscaram de fora da área, Kaio Jorge, que entrou no segundo tempo, teve duas boas oportunidades, e após os 40 minutos, horário crítico para o Botafogo nas partidas, o Santos quase marcou com Ivonei, que parou no gigante Gatito, e com Marinho, mas a bola não fez a curva que ele esperava. O artilheiro Santista acabou a partida desconsolado com o resultado.

Com o empate, o Botafogo chega a 10 pontos e fica com a amarga 18ª colocação. O Glorioso é o único time com apenas uma vitória no Campeonato Brasileiro e, junto ao Grêmio, o que tem mais empates. Já o Santos, vai a 16 pontos, e fica na 7ª posição.

Antes da próxima rodada do Brasileirão, ambos têm compromissos no meio de semana por outras competições. O Santos enfrentará o Delfin pela fase de grupos da Libertadores, na quinta-feira, 24, às 23h. E o Botafogo joga contra o Vasco pela Copa do Brasil, quarta-feira, 23, às 21h30.

Botafogo e Santos não saem do zero, num jogo que merecia um placar melhor

Continue Reading
Deixe seu comentrio

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2018 Elo Jornal. Todos os direitos reservados. contato@elojornal.com.br

X