Connect with us

Educação

Violência contra as mulheres é tema de debate em projeto do Decom/UFRN

Elo

Publicado

Ação de extensão Encontros dialógicos: vidas e vozes que importam visa discutir temáticas relacionadas à intensificação das ameaças de saúde e de direitos humanos no contexto da Covid-19.

Na próxima quarta-feira (24), das 16h às 18h, na plataforma Google Meet (meet.google.com/jgv-inee-rto), será realizada mais uma reunião do projeto ENCONTROS DIALÓGICOS: VIDAS E VOZES QUE IMPORTAM, com o tema “As mulheres: o aprofundamento da histórica violência de gênero na pandemia”. Ao todo, serão dez oportunidades de contribuir com o processo de enfrentamento das violações de direitos aprofundadas no atual cenário da pandemia do Covid-19. Os encontros são abertos aos públicos interno e externo à universidade.

Esta semana, as convidadas são: Mônica Oliveira, coordenadora da Rede de Mulheres Negras de Pernambuco. Caroline Maciel, Procuradora da República (MPF); e Andrielle Mendes, doutoranda pelo Programa de Pós-graduação em Estudos da Mídia (PPgEM/UFRN).

Em cada encontro semanal, de junho a agosto, vamos dialogar, com representantes da sociedade civil e do sistema de justiça, sobre as populações, comunidades, territórios e grupos em situação de vulnerabilidade e hipervulnerabilidade. O foco das discussões são as ameaças à saúde acompanhadas da intensificação das históricas violências aos seus direitos humanos mais básicos, como o direito à vida, à àgua, à alimentação, à educação, à cultura, à moradia, à terra, ao trabalho, à liberdade de expressão e à comunicação.

Portanto, a escolha por realizar os Encontros Dialógicos: Vidas e Vozes que importam surge no bojo do agravamento das violações dos direitos humanos no continente americano. A pandemia expôs, como nunca, a ferida colonial das discriminações e das desigualdades civis, políticas, econômicas, sociais, culturais, ambientais, sexuais e comunicacionais. As temáticas escolhidas visam, de igual maneira, contribuir com a produção de conhecimento crítico sobre uma América marcada pelo sangue dos corpos negros e indígenas, sobre um conceito de humanidade construído a partir da opressão e exploração dos povos periféricos/do sul do mundo; e sobre uma experiência de “comunicação” forjada nos silêncios e invisibilidades impostas.

O projeto ENCONTROS DIALÓGICOS: VIDAS E VOZES QUE IMPORTAM, coordenado pelas professoras e pesquisadoras Aline Lucena e Patrícia Paixão, consiste numa ação de extensão do Departamento de Comunicação Social (Decom), integrada às atividades do Observatório Latino Americano de Comunicação, Mídias e Direitos Humanos (Amaru), do grupo de pesquisa Epistemologias e Práticas Transformadoras em Comunicação, Mídias e Cultura (Ecomsul), do grupo de estudos Epistemologias Subalternas em Comunicação (DesCom) e com participação de estudantes do Programa de Pós-graduação em Estudos da Mídia (PPgEM). Essa ação pretende contribuir com o processo de enfrentamento das desigualdades e discriminações recrudescidas no atual cenário da pandemia do Covid-19.

 SERVIÇOENCONTROS DIALÓGICOS: VIDAS E VOZES QUE IMPORTAMDATA: 24 de junhoHORÁRIO: 16h-18hTEMA: As mulheres: o aprofundamento da histórica violência de gênero na pandemia.ONDE ACESSAR: meet.google.com/xrx-hugj-egbMAIS INFORMAÇÕES: Profª. Aline Lucena (aline.lucena@gmail.com

PERFIL DAS CONVIDADAS

monica.jpg

Mônica Oliveira – Atuou como Educadora na FASE Pernambuco. Membro da Rede de Mulheres Negras de Pernambuco. Graduada em Comunicação Social (Relações Públicas) pela Unicap. Foi Diretora de Programas da Secretaria de Políticas de Ações Afirmativas da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR-PR). Foi Oficial de Programas de Oxfam Grã-Bretanha, com a incumbência de colaborar para a incorporação da perspectiva racial no Programa Urbano do Brasil. Atuou como gestora de projetos sociais em organizações da sociedade civil no campo da Educação Popular, por cerca de vinte anos. É consultora para Desenvolvimento Institucional e Relações Étnicorraciais, com foco especialmente em Identificação e Abordagem do Racismo Institucional.

carolinemaciel.jpg

Caroline Maciel – Procuradora da República, Procuradora Regional dos direitos do cidadão e da cidadã no RN. Atua pelo Ministério Público Federal nas questões ligadas à saúde, educação, reforma agrária, comunidades tradicionais, direitos sexuais e reprodutivos, pessoas com deficiência etc.

andrielle.jpg

Andrielle Mendes – comunicadora social, doutoranda em Estudos da Mídia pelo Programa de Pós-Graduação em Estudos na Mídia (PPGEM), na Universidade Federal do Rio Grande do Norte, e pesquisadora das relações étnico-raciais e de gênero. Atua na comunicação da Articulação dos Povos Indígenas do Rio Grande do Norte e pesquisa descolonização no grupo de estudos Descolonizando a comunicação.

Continue Reading
Deixe seu comentrio

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2018 Elo Jornal. Todos os direitos reservados. contato@elojornal.com.br

X