Connect with us

Esporte

As maiores goleadas da década no Campeonato Potiguar

Lucia Oliveira

Publicado

O domingo de páscoa foi ontem, mas sempre é tempo de falar de chocolate, principalmente quando se trata de futebol. Devido à pandemia do novo coronavírus, os campeonatos do Brasil e do mundo estão parados, porém, usando aquele velho clichê que diz que “relembrar é viver”, adentro nos “chocolates” da última década do Campeonato Potiguar, considerando placares a partir de cinco gols.

Foto: Universidade do Esporte/Gabriel Leite

No Estadual de 2011, as redes balançaram 232 vezes, com uma média de 2.47 gols por partida. Em uma dessas, o ABC goleou o Potiguar de Mossoró por 6 a 0, no Frasqueirão, partida que ficou marcada como a maior goleada daquela edição, que ainda teve outros três placares elásticos: Baraúnas 6 a 1 Centenário Pauferrense; América 5 a 0 Assu, e América 5 a 0 Potiguar.

Em 2012, os maiores chocolates ficaram por conta de ABC e América. O alvinegro aplicou um sonoro 6 a 1 no Alecrim, enquanto o alvirrubro, com o mesmo placar, venceu o Potiguar de Mossoró. Além disso, o América também goleou o Caicó Esporte Clube por 5 a 0 e foi o time com o melhor ataque da competição. Naquele ano, o Estadual contou com 238 bolas no barbante, uma média de 2.38 gols por partida.

No ano seguinte, o placar mais robusto foi do ABC: 6 a 1 contra o Corintians de Caicó (atual Atlético Clube Corintians). O Campeonato Potiguar de 2013 garantiu um ano farto em chocolates para o torcedor, pois ainda naquele ano, o alvinegro também aplicou um 5 a 0 contra o Assu e, na disputa, foi a equipe com a melhor defesa da primeira fase da disputa. O Potiguar de Mossoró bateu, por 5 a 0, o Potyguar de Currais Novos e, fechando o passeio “achocolatado”, o Alecrim goleou o Corintians de Caicó também por 5 a 0. O Estadual de 2013 teve 278 gols e uma média de 2,36 por jogo.

Já em 2014, apesar dos 225 gols e média de 2.62 tentos por partida, o único placar elástico do Estadual daquele ano foi o de 6 a 0, aplicado pelo Santa Cruz de Natal contra o Corintians de Caicó. No ano de 2015, o América goleou o Palmeira de Goianinha (atual Palmeira Futebol Clube) por 5 a 0, além de ter sido o time com a melhor defesa e o melhor ataque da fase inicial do campeonato, no ano de seu centenário. Aquele mesmo Palmeira também bateu o Força e Luz por 5 a 1, num Potiguar que teve 2.87 de média de gols por jogo, com 221 tentos ao todo.

América 7 a 0 Assu, em 2020. Foto: Universidade do Esporte/Marcus Arboés

Em 2016, o América atropelou o Palmeira por 7 a 0, única goleada da disputa — no critério acima de cinco gols. Naquele ano, as redes balançaram 163 vezes, com uma média de 2.72 gols por partida.

Apesar de apresentar um número inferior de tentos em relação aos campeonatos anteriores, a média de gols não sofreu grandes alterações. Isso se deve à mudança na fórmula de disputa daquela edição, que contou com apenas 8 equipes ao invés das 10 até 2015. A diminuição de clubes na disputa, reduziu também o número de jogos, o que interferiu na média de gols. Essa mesma quantidade de participantes continua até os dias de hoje, pois o Campeonato Potiguar conta com as sete equipes melhores classificadas da edição anterior, além do vencedor da série B do Estadual.

Um ano depois, o ABC bateu o Potiguar de Mossoró por 5 a 1. A edição 2017 contou com 152 gols e média de 2.45 por jogo.

Em 2018, o chocolate foi dado pelo ABC: 7 a 0 contra Baraúnas, no mesmo ano em que o alvinegro de Natal levantou a taça de seu 55º título estadual, o qual obteve 141 gols, com uma média de 2.52 por jogo. Já no ano passado, período em que o alvirrubro potiguar conquistou seu mais recente título do Campeonato, a goleada foi do Potiguar de Mossoró: 5 a 0 contra o Palmeira. A edição de 2019 contou com 130 gols e média de 2.17 por partida.

ABC 8 a 0 Palmeira. Foto: Universidade do Esporte/Mateus Bíston

Neste ano, antes do Estadual ser paralisado devido à pandemia, mais chocolates foram distribuídos: o América aplicou um sonoro 7 a 0 contra o Assu, o ABC massacrou o Palmeira por 8 a 0 — sendo esta a maior goleada do Campeonato Potiguar até o momento -, e venceu também o Força e Luz por 6 a 0. Além dessas, o Globo bateu o Palmeira por 6 a 2.

Agora, vamos aos chocolates dos Clássicos Rei na história do Estadual.

De acordo com dados do pesquisador Marcos Trindade, ao todo, ABC e América protagonizaram 20 goleadas, em que 15 favoreceram ao alvinegro, enquanto as outras cinco ficaram na conta do alvirrubro. Entretanto, vou me ater apenas às seis últimas.

10 de junho de 1945 — ABC 5 a 1 América.

ABC 8 a 1 América. Foto: Arquivo Pessoal/Marcos Trindade

14 de outubro de 1945 — ABC 8 a 1 América. Taxado como “irreconhecível”, o time vermelho e branco da capital levou um baile de seu maior rival.

23 de fevereiro de 1947 — América 5 a 1 ABC, em partida válida pelo Campeonato Potiguar do ano anterior.

27 de março de 1988 — América 5 a 0 ABC, ano em que o rubro natalense conquistou o título da disputa.

8 de abril de 1997 — ABC 5 a 0 América. Esta edição da competição não teve final, uma vez que o alvinegro foi campeão dos dois turnos.

29 de abril de 2007 — ABC 5 a 2 América. Naquele ano, o time preto e branco de Natal conquistou seu 49º Estadual e viu seu maior rival adentrar na “crise dos quatro anos”, a qual acometeu a equipe rubra desde o Estadual até sua passagem pela série A do futebol brasileiro.

Esses são os chocolates potiguares, caros leitores. Brincadeiras à parte, torço para que rapidamente o mundo possa superar a situação crítica em que se encontra e que todos possamos voltar a sofrer ou a sorrir com nosso time do coração.


Continue Reading
Deixe seu comentrio

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2018 Elo Jornal. Todos os direitos reservados. contato@elojornal.com.br

X