Connect with us

Esporte

“Fique em casa por Seb”

Pedro Henrique Brandão

Publicado

Com apenas 38 anos, Seb Lewis, torcedor símbolo do Charlton, morreu vítima da Covid-19 e foi homenageado pelo clube que foi a razão de sua vida

(Foto: Charlton Athletic / Reprodução twitter)

Todos têm suas peculiaridades para acompanhar seus times de coração. Alguns acreditam piamente que a camisa da sorte é imprescindível para a vitória, outros são adeptos do “não olhar” e preferem não ver pênaltis, por exemplo, e tem aqueles que cismam até com o lugar na arquibancada como se o setor escolhido para assistir, perdão, para participar do jogo fosse interferir no resultado.

Todos, claro, têm toda razão.

Não é difícil encontrar exemplos dos caprichos de torcedores mundo afora, porém, em alguns casos essa verdadeira devoção ao clube chega a pontos inalcançáveis para meros mortais.

Lewis Seb foi um desses que transcendeu o ato de torcer, ele se incorporou ao seu clube do coração. Nos últimos 22 anos, Seb foi a todas a partidas do Charlton Athletic, clube da segunda divisão do futebol inglês.

Desde 1998, então aos 16 anos, Seb frequentou 1076 jogos consecutivos. Um feito e tanto para acompanhar um time que não figura entre as principais forças do milionário futebol inglês.

Porém, a pandemia do novo coronavírus atingiu o Reino Unido em cheio, assim como tem feito com o resto do mundo, e enquanto os números de infectados e mortos subia, a Premier League suspendeu suas partidas. Decisão acompanhada pelas divisões inferiores e, portanto, a Inglaterra vive sem futebol desde o início de março.

Seb contraiu o vírus, desenvolveu a terrível Covid-19, e no dia 25 de março, última quarta-feira, o torcedor símbolo do Charlton sucumbiu como outros milhares de seres humanos nesses meses tenebrosos e morreu.

Com 38 anos, Lewis Seb era asmático e teve sua situação complicada pela doença pré existente, o dito fator de risco que as autoridades sanitárias tanto alertam. A morte de Seb, despertou uma onda de homenagens que rapidamente levaram o nome do torcedor ilustre aos assuntos mais comentados nas redes sociais até que o clube publicou um tributo:

“Estamos verdadeiramente devastados ao descobrir o falecimento de um dos mais dedicados, leais e populares torcedores, Seb Lewis, com apenas 38 anos. Seb era o coração e a alma da família Charlton e tinha muito orgulho de seu feito, ao assistir cada jogo desde fevereiro de 1998. Os pensamentos de todos no clube estão com a família de Seb neste momento difícil. Obrigado, Seb, por sua lealdade e dedicação ao Charlton. The Valley e cada setor visitante ao redor do país nunca serão os mesmos sem você. Descanse em paz”.

O choque da morte de alguém tão jovem faz cair por terra o egoísta senso comum que a doença mata “apenas” idosos. Por isso, Lewis Seb virou presença eterna no The Valey e vai ser a principal bandeira no clube nesses tempos de pandemia.

A campanha “Fique em casa por Seb” já conta com milhares de interações nas redes e na cidade as pessoas estenderam diversas camisas e bandeiras do clube nas janelas como forma de lembrar Seb e também alertar sobre a importância do isolamento domiciliar no combate ao contágio.

Neste momento, você tem todos os motivos do mundo para ficar em casa, mas se quiser mais um, fique em casa por Seb, por você, por sua família e por todos nós. Seb nos deu 1076 motivos para ficar em casa e ele sempre estará junto ao Charlton como nunca deixou de estar nos últimos 22 anos.

(Foto: Charlton Athletic / Reprodução twitter)

Continue Reading
Deixe seu comentrio

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2018 Elo Jornal. Todos os direitos reservados. contato@elojornal.com.br

X