Connect with us

Esporte

Em jogo sonolento, Atlético-MG e Cruzeiro empatam no Mineirão

Pedro Henrique Diaz

Publicado

Equipes vão mal em campo e o placar não foi alterado no clássico mineiro

Cruzeiro e Atlético-MG não vivem boa fase no Brasileirão (Foto: Thomas Santos/AGIF)

Cruzeiro e Atlético Mineiro iriam fazer um clássico importante, mas de objetivo distinto para as duas equipes na competição. A promessa era de um jogão no Mineirão, pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro, mas não foi bem o que aconteceu em campo e o 0 a 0 não saiu do placar.

O time celeste parecia que estava jogando bem há bastante tempo. Os comandados de Abel Braga trabalhavam a bola, trocavam de posições e tinham rapidez na transição da defesa ao ataque.

Só faltava o essencial: a conclusão. Não ia ser fácil penetrar na defesa atleticana. O Galo se defendia bem com os dois volantes próximos dos zagueiros.

Parecia que essa seria a tônica da partida que estava aos poucos se tornando sonolenta. Mas o Galo resolveu sair mais, se aproximar da área e assustar seu maior rival com rapidez nas tomadas de decisões, como foi o caso nos chutes de Cazares e Fábio Santos — no arremate deste a bola beijou o travessão de Fábio. Ufa, jogão à vista!

Qualquer detalhe ou falta de perfeição do sistema defensivo seria fatal.

O Cruzeiro tentava algo diferente. Mas o segundo tempo mostrou que o time da Raposa não tem tanto físico para aguentar os 90 minutos buscando o gol. Como a equipe cai de produção…

Por outro lado, o Atlético Mineiro não se ajudava também. E pensar que há pouco tempo, os dois grandes de Minas brigavam entre os maiores do Brasil.

Poderia enumerar muitos motivos para lamentar o nível técnico tão baixo apresentado na etapa final. Mas com o Fluminense perdendo, nenhum dos dois mineiros quis se arriscar demais para perder pontos.

Nem as entradas dos jovens Bruninho e Marquinhos pelo Atlético — que haviam decidido a última partida — foram suficientes para movimentar o jogo tão desanimador.

No final, os torcedores que comparecerem ao gigante da Pampulha, estavam livres de um espetáculo ruim e com a certeza de que o momento é ridículo e nada animador para o futuro dos dois grandes de Minas.

Ao término, o empate sem gols foi comemorado. O resultado negativo é um novo patamar das equipes que há cinco anos estavam decidindo a Copa do Brasil e hoje lutam contra o rebaixamento.

Continue Reading
Deixe seu comentrio

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2018 Elo Jornal. Todos os direitos reservados. contato@elojornal.com.br

X